Fazer uma alimentação vegan saudável, ou seja uma alimentação unicamente à base de produtos de origem vegetal, sem qualquer produto de origem animal (nem derivados), mas nutritiva e integral, pode não ser fácil. Especialmente para quem tem uma vida social convencional e activa. Mas com planeamento, organização – e bastante força de vontade -, é possível.

Se pensarmos bem, na nossa cultura tudo gira à volta da mesa: convívios com amigos ou família, negócios, trabalho,… Em resumo: beber e comer. Isso faz com que frequentemente se coma mal, com que as horas de deitar fiquem desreguladas e com que se gaste muitos recursos e dinheiro. Especialmente nas grandes cidades. Aqui no Monte do Almo, mesmo que quiséssemos isso não é possível, é uma vida diferente, mais caseira e mais de acordo com os ritmos da natureza.

De qualquer forma, há sempre algumas escolhas que podemos fazer.

8 dicas para uma alimentação vegan saudável em sociedade:

  • Levar comida de boa qualidade quando vamos a casa de alguém (assim comemos melhor e podemos dar a provar alternativas aos pratos convencionais);
  • Tentar marcar convívios em nossa casa (assim cozinhamos nós e sabemos o que comemos);
  • Marcar almoços em vez de jantares (para não destabilizar a rotina da hora de deitar e acordar);
  • Andar sempre com marmitas com comida caseira atrás (quando não é possível comer em casa);
  • Ter sempre sopa e cereais integrais integrais e leguminosas já preparados (duram até 5 dias no frigorifico);
  • Escolher restaurantes mais saudáveis (na App Happy Cow) é possível encontrar restaurantes vegetarianos, vegan e com opções e desses podemos selecionar os mais saudáveis);
  • O mais importante: planear.
  • E, claro, ter MUITA força de vontade.

Basicamente é tudo é uma questão de hábito. Se no início pode ser complicado e trabalhoso conjugar uma alimentação vegan saudável com uma vida convencional em sociedade, rapidamente se torna uma rotina. E vale a pena: afinal somos aquilo que comemos.

Deixe uma resposta